Pois bem, tem um brother meu que tava me devendo uma grana, e como ele veio da gringa o fim de semana passado, pedi pra ele trazer um Apple TV pra mim. Eu já tenho um Xbox360 como Media Center, mas como ele é bloqueado e eu não quero hakear instalando outra dashboard para que assim ele possa ‘enxergar” outros formatos que não sejam somente WMA ou WMV. Tentei o TVersity mas não rola direito, tem file que rola, tem file que não, um saco, é que eu tenho muitos files mpg4 da Apple como músicas, filmes etc. Falam de uma atualização a séculos pra que o Xbox enxergue os mpg4 e DVIX, mas até agora…

Como tudo na Apple o acabamento é impecável desde a caixa até o aparelho, como dizem, parece até uma obra de arte. Uma coisa que todo mundo reclama é do conteúdo da caixa que só vem um cabo de energia, manual, um adesivo da Apple, e um controle remoto como acessórios, mais nada. Cabo HDMI, Vídeo Componente, ou Vídeo Composto? Nada. Isso é verdade, a Apple bem que poderia colocar pelo menos um cabo de áudio e vídeo na caixa, mesmo que fosse um fulêro.

Quando você liga o ATV, aparece a tela de start já mostrando que até a abertura está um 5.1, depois disso ele pergunta em qual língua você quer configurar o ATV e já te mostra a sua rede wi-fi. Assim que você se conecta na rede, ele mostra uma senha de 5 dígitos na tela. Essa senha você coloca lá no Itunes do seu micro (sim, ele usa o Itunes da Apple bem como o 360 usa o Media Center da Microsoft) e pronto. Então você escolhe se quer sincronizar a sua biblioteca ou fazer somente streaming dos files que estão lá. O sync depende do tamanho da sua biblioteca e do tamanho do HD do Apple TV, eu escolhi streaming pois o meu HD do ATV é de somente 40Gb e a minha biblioteca deve ter mais de 150Gb.

Através do firmware do ATV, você acessa além da sua biblioteca, o youtube, fotos do seu hd e do Flicker, pod(video)casts, trailers e os charts da Apple, como top songs, top movies etc. O ATV tem saídas de vídeo HDMI, Vídeo Componente e Video Composto. As saídas de áudio são uma análogica e uma ótica, lembrando que a saída HDMI também suporta áudio. Sendo assim o som e a imagem ficam animais. Tem umas frescuras também, como o screen saver das suas fotos, artworks dos seus mp3s, AAC subindo, virando etc.

Ele veio com o firmware 1.0 mas assim que saiu a atulização instalei. Olha passei o maior medão do universo durante esse update! Durante um dos 10 ou mais reboots que o ATV deu instalando, começou a cair uma chuva power! Relâmpago trovão e o escambau, e se acaba a energia no meio da instalação? E se dai ele não liga mais? Ma rolou.

Agora o mais legal é que com atualização gratuita do firmware do ATV transformando-o ele se transformou no Apple TV Take 2, isso habilitou a função mais legal que é poder acessar a loja da Apple através dele, quer dizer que você pode locar filmes em HD 5.1 e assinar pod(vídeo)casts!

Lembrando que você só pode fazer isso se tiver os gift cards da Apple que são vendidos somente nos EUA, ou se você possuir um cartão de crédito americano.

Funciona assim, 30 dias após a locação o filme expira, ou expira 24 horas depois do primeiro play. E olha que a qualidade dos filmes normais já é melhor que DVD, isso por causa do codec usado que é beeeem melhor que a porcaria pixelada do mpg2. Os filmes em HD são 720p, o que é mais que suficiente. A função de closed caption ainda não testei porque não peguei nenhum filme que tenha ainda.

– Mas Lampadinha, como eu faço então pra assistir o Lost que eu baixo da net em AVI?

Primeiro que não era pra você tá fazendo isso né, mas já que já fez… Dá um trampo, mas dá.

Você pega o seu AVI e encodeia usando um software pra deixar a legenda embutida no AVI, aí usa outro pra transformar o AVI em MP4. Caso você não precise de legenda aí é só um encode.

Detalhe, o ATV usa Wi-Fi B, G ou N, isto é, quando começa não engasga mais, o Xbox engasga. A minha rede é G com um roteador Linksys. Os files demoram uns 10sec pra carregar mas depois vão embora, claro que você não pode estar dividindo a banda se não já era. Em casa o meu Speedy é de 1mbps porque é o máximo que a minha região suporta.

É isso!